• Ceclin
mar 16, 2016 0 Comentário


Limoeiro, Moreno e Bom Jardim aderem a projeto institucional em defesa da educação

EducaçaoOs prefeitos de Limoeiro (Thiago Cavalcanti), Moreno (Adilson Gomes Filho) e Bom Jardim (Jonathas Miguel Barbosa) assinaram, na tarde da segunda-feira (14), convênio com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para aderir ao projeto institucional Abraçando a escola. Durante o encontro, realizado no Salão dos Órgãos Colegiados, do MPPE, o procurador-geral de Justiça, Carlos Guerra de Holanda, disse que “este projeto depende da vontade política, porque não há custo para nenhuma das partes e, havendo certo esforço dos gestores públicos, o processo de educação pode melhorar”.

De acordo com o idealizador do projeto e secretário-geral do MPPE, promotor de Justiça Aguinaldo Fenelon, “as autoridades constituídas precisam se aproximar mais das escolas, conversar com alunos, pais e professores. Só assim contribuiremos com o processo de redução da evasão escolar e das tensões entre alunos e professores. São esses os principais objetivos do projeto”. Em seguida, Fenelon disse que o Ministério Público de Pernambuco hoje é uma instituição inovadora e indutora de políticas públicas em favor da sociedade.

Os três primeiros prefeitos do interior a aderirem ao projeto destacaram a importância do convênio firmado com o MPPE. “São parcerias como esta que nos motivam a trabalhar ainda mais para melhorar as condições de vida da nossa população”, afirmou Thiago Cavalcanti. Já Adilson Gomes Filho prometeu implementar as ações previstas no projeto “com a maior brevidade possível”. Por sua vez, Jonathas Miguel disse que “no passado víamos o Ministério Público muito distante dos gestores públicos, mas hoje ficamos felizes com uma instituição mais próxima e parceira”.

Também participaram do ato de assinatura dos convênios os promotores que atuam nos três municípios: Jaime Adrião (Bom Jardim), Leonardo Caribé (Moreno) e Francisco de Assis das Chagas (Limoeiro), além dos coordenadores dos Centros de Apoio Operacional às Promotorias de Meio Ambiente (André Felipe de Menezes) e de Patrimônio Público (Maviael Souza). Os prefeitos se fizeram acompanhar dos seus secretários de Educação e de Administração.

O projeto Abraçando a escola consiste na realização de palestras de representantes do MPPE, do Poder Judiciário, da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Pernambuco, Polícias Civil e Militar e Defensoria Pública, além de secretários estaduais e municipais, professores, médicos, psicólogos e outros profissionais, conforme a temática a ser abordada. De acordo com Fenelon, as palestras têm duração de uma hora-aula a cada quinzena e abordarão temas como bullying, a família como base da educação, enfrentamento da corrupção e a importância da sociedade na construção da paz.

do MPPE