• Ceclin
fev 08, 2019 0 Comentário


Insegurança no comando da Casa Diogo de Braga???

Insegurança no comando da Casa Diogo de Braga

ORIENTAÇÃO: Romero escuta Lívio Amorim (Secretário Prefeitura de Vitória), Geraldo e Novo da Banca. Fotos: A Voz da Vitória

Com a ausência de Romero, abertura e final dos trabalhos legislativos foi presidida pelo vice Celso Bezerra

Por Lissandro Nascimento

Sérgio Romero Glaser Queralvares, vereador pelo PSB e irmão do atual prefeito da Vitória de Santo Antão, Aglaílson Júnior, passa a impressão de que é um quadro figurativo no comando da Câmara Municipal quando assumiu o cargo de presidente do Legislativo para o biênio 2019-2020. Em sua segunda sessão ordinária realizada na manhã da sexta-feira (08/02), Romero esteve ausente tanto para a abertura dos trabalhos legislativos quanto para o encerramento da sessão. A sua escolha para o comando da Casa Diogo de Braga traz um estigma histórico para o Município quando pela primeira vez dois irmãos comandam simultaneamente o Poder Executivo e Legislativo.

Marcado para estrear no comando do Plenário da Casa Diogo de Braga durante sessão ordinária do último dia primeiro de fevereiro, Romero Queralvares se ausentou alegando problema familiar. Com a ausência de Romero, a abertura dos trabalhos legislativos foi presidida pelo vice Celso Bezerra (PSDB), fato que se repetiu nesta última sexta quando Celso dirigiu a abertura e o encerramento da sessão. Romero em ambas situações preferiu se abrigar no corredor por trás da Mesa Diretora da Casa. Ele se fez presente no comando do grande expediente quando não se exige maior desenvoltura do responsável pela condução dos trabalhos.

IN OFF: o que tanto confabulam os nossos vereadores?

IN OFF: o que tanto confabulam os nossos vereadores durante a sessão?

Essa segunda sessão ordinária não apresentou novidades. Sem debates com ações conseqüentes e relevantes à Municipalidade, apenas Requerimentos apresentados pelos vereadores foram aprovados. Destaca-se a aprovação do Projeto que concede o Título da Comenda Escritor Osman Lins pela passagem dos 40 anos do Jornal da Vitória, editado pelo jornalista José Edalvo. A merecida homenagem foi apresentada pelo vereador Mano Holanda (DEM), sendo bastante elogiada pelos seus pares. Dois parlamentares estavam ausentes nesta sessão: Marcone da Charque (sem partido) e Danda da Feijoada (PPS).

Os preparativos para o Carnaval 2019 na cidade foi um dos principais motes do debate em Plenário. Registra-se ainda três Votos de Aplausos aprovados pela Casa de autoria do vereador Lourinaldo Júnior (MDB), direcionados aos Clubes dos Motoristas (Cisne) e Abanadores O Leão, bem como a ampliação da Faculdade Macêdo Amorim (FAMAM) que esse ano oferta mais cursos de graduação e de pós-graduação na cidade.

Vereadores da base aliada ao Governo elogiaram o retorno às ruas do desfile com carro alegórico do Clube O Leão, que há anos se encontra ausente no Carnaval de Vitória, contudo, estranharam o fato de que só agora o empresário educacional Paulo Roberto, novo presidente do Clube, venha demonstrando disposição em ajudar a centenária agremiação carnavalesca.

Com relação ao fato de que as sessões da Câmara não são mais transmitidas ao vivo para as plataformas digitais e nem para emissoras de rádio, ao que se sabe por ordem de Romero Queralvares, os vereadores Toninho Gabriel (PRB) e o líder da oposição André de Bau (PSD), lamentaram o corte destas transmissões que eram patrocinadas pela Mesa Diretora da Câmara. Eles lembraram que a determinação fere a Resolução do Legislativo nº 002/2017 que estimula a transmissão ao vivo e a transparência pública de todas as sessões.

CADÊ ROMERO? - Imagens retratam as 'intercaladas' da sessão da Câmara de Vitória na sexta, 08 de fevereiro.

CADÊ ROMERO? - Imagens retratam as ‘intercaladas’ da sessão da Câmara de Vitória na sexta, 08 de fevereiro.

LEIA TAMBÉM:

- Irmão do prefeito vai administrar R$ 900 mil por mês na Câmara de Vereadores da Vitória 

Oposição é prejudicada nas Comissões da Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão