• Ceclin
jul 10, 2018 0 Comentário


Hospital de Pombos agora dispõe de Bloco Cirúrgico

A reinauguração do Bloco Cirúrgico foi possível após aporte financeiro de R$ 400 mil. Fotos: Divulgação

A reinauguração do Bloco Cirúrgico contou com aporte financeiro de R$ 400 mil. Fotos: Divulgação

por Lissandro Nascimento

Há mais de sete anos fechado, o Bloco Cirúrgico do Hospital e Maternidade Virgínia Colaço Dias, da cidade de Pombos, no Agreste pernambucano, retomou suas atividades desde o ultimo mês de março.

O Bloco Cirúrgico foi fundado em 1998 e a reinauguração foi possível após aporte financeiro de R$ 400 mil proveniente de uma emenda parlamentar direcionada pelo Deputado Federal Jorge Côrte Real (PTB). O setor foi denominado de Inácio Idelfonso, em homenagem a personalidade atuante no processo de emancipação política de Pombos na década de 1960.

prefeito de Pombos Dr. Marcos Ferreira no Bloco Cirúrgico do Hospital e Maternidade Virgínia Colaço DiasO investimento reformou toda infraestrutura do setor, garantindo instrumentos cirúrgicos, climatização e demais equipamentos de ultima geração tecnológica, num esforço que durou cerca de um ano, somado a formação de equipe de profissionais especializados, os quais inicialmente realizam partos cesarianos, Perineoplastia, Hernioplastia e Salpingectomia, informou Kássia Lorena, Diretora do Hospital, que pretende em breve realizar outros procedimentos.

“Durante alguns anos participei de algumas cirurgias quando o Bloco ainda funcionava. Em seguida acompanhei o fechamento com muita tristeza, pois sempre presenciei pessoas com dificuldades em conseguir cirurgias, sobretudo devido ao fato das grandes unidades hospitalares estarem superlotadas, além da demora em agendar procedimentos simples”, contou ao A Voz da Vitória o médico e prefeito de Pombos Dr. Marcos Ferreira (PSB). Segundo o gestor, o novo setor cirúrgico vem assegurando atendimento com qualidade e uma maior atenção à vida dos usuários. A Maternidade já vem registrando nascimentos de bebês genuinamente pomboenses, fato que a muito tempo não ocorria, pois as crianças de Pombos nasciam em outros municípios.

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, Sandra Simone, o Hospital e Maternidade Virgínia Colaço Dias, bem como seu Ambulatório anexo ao prédio, passaram por uma reestruturação promovida pela atual gestão e vêm atendendo uma média de 04 a 05 mil pessoas por mês, adiantando ainda que o governo municipal pretende nos próximos anos ampliar sua estrutura física, permitindo a unidade ser referência no interior em procedimentos com média complexidade.