• Mata Sul
  • Ceclin
set 21, 2017 0 Comentário


Homicídio em Militina reforça mesma característica de assassinatos em Vitória de Santo Antão

ILUSTRAÇÃO - Dois homens não identificados em uma motocicleta chegam e assassinam um ser humano

ILUSTRAÇÃO – Dois homens não identificados em uma motocicleta chegam e assassinam um ser humano

Marcos Jerônimo de SouzaO mesmo ‘modus operandi’, ou seja, maneira de agir quando dois homens não identificados em uma motocicleta chegam e assassinam um ser humano. A cena repetiu-se na noite dessa quarta-feira (20/9) em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. Semelhante abordagem acontece também com a atual onda de assaltos em via pública e é comum essa tática em grande parte dos mais de 90 homicídios ocorridos no decorrer de 2017.

A quinta vítima do mês de setembro na cidade foi o mototaxista Marcos Jerônimo de Souza, de 47 anos (foto), morto a tiros de Pistola, próximo aos prédios do “Minha Casa, Minha Vida”, condomínio situado no perímetro urbano de Vitória. Após cometer o crime, os dois algozes fogem rapidamente.

A vítima morava no Bairro de Água Branca e segundo a Polícia Civil, já foi condenado pela Justiça na prática de furtos. Informações no local atestam que ele se encontrava no ponto com a farda de moto-táxi e tentou correr antes de ser morto. A vítima já trabalhou também como porteiro em alguns lugares na cidade.

Seu corpo foi recolhido ao Instituto de Medicina Legal (IML), em Recife, ainda na noite de ontem. A 17ª Delegacia de Homicídios abriu inquérito investigativo.