• Ceclin
ago 08, 2018 0 Comentário


Em Lagoa de Itaenga, três réus são condenados pelo assassinato do radialista Israel Silva

Israel Silva

Três homens foram condenados na ultima segunda-feira (06/8), em Lagoa de Itaenga, pelo assassinato do Radialista Israel Gonçalves da Silva. Após os debates do julgamento que ocorreu no Tribunal do Júri da Comarca da Cidade, o Conselho de Sentença acatou a tese do Ministério Público pela condenação dos envolvidos. Sendo assim, a Juíza Tatiana Lapa Carneiro Leão estipulou a pena de 27 anos e 6 meses de reclusão à Henrique Luiz da Silva Ferreira, popular “Quito”. Já Fábio Ricardo dos Santos Silva recebeu pena de 23 anos, 10 meses e 15 dias; enquanto que Mailson dos Santos Lira foi condenado à 15 anos e 5 meses. O trio deve cumprir inicialmente em regime fechado, todos na Penitenciária Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro, no Agreste pernambucano.

Relembre o Crime

No dia 10 de novembro de 2015, o Radialista Israel Silva que trabalhava na Rádio Comunitária Itaenga FM, foi assassinado à tiros após deixar os filhos no colégio. O crime ocorreu dentro de uma loja defronte ao Fórum da cidade. Segundo a denúncia do Ministério Público, os réus que foram condenados agiram com um revólver e uma espingarda calibre 12, praticando o crime.

Além de trabalhar com comunicação, Israel Silva era funcionário público lotado na Guarda Municipal. Na emissora, ele tinha um programa voltado para os problemas da cidade durante a sessão “Microfone Aberto”, quando o comunicador dava espaço para a população reivindicar diretamente às autoridades, além de ser colaborador do Portal A Voz da Vitória.

 SAIBA MAIS:

Execução do radialista Israel Silva foi planejada com antecedência, diz Polícia 

- ISRAEL SILVA: Multidão grita por justiça em Lagoa de Itaenga