• Ceclin
fev 01, 2019 0 Comentário


Defensoria Pública garante liberdade a cidadão de Pombos que foi preso por engano

Homem foi detido por ter nome parecido com outro que estava foragido em São Paulo

Por Gazetaweb, com assessoria  

preso-contenUm cidadão de 40 anos, que passou quinze dias preso injustamente, recebeu liberdade nesta sexta-feira (01/02), após atuação da Defensora Pública Nicolle Januzi. Ele estava detido na Delegacia Regional de União dos Palmares e foi vítima de uma confusão por ter nome parecido com outro homem foragido de São Paulo.

Identificado pelas iniciais L.T.S., o homem, natural do município de Pombos/PE, foi preso em Alagoas, durante uma blitz da Polícia Militar onde foi constatada a existência de um mandado de prisão em seu nome. O documento, expedido por um juiz de Direito da Vara das Execuções Criminais da Capital no Estado de São Paulo, na verdade, era direcionado a outro homem que, coincidentemente, possui o mesmo nome que o assistido, e nomes de pais semelhantes.

De acordo com a defensora, “foi necessário ultrapassar toda a burocracia inerente a um processo de execução em autos físicos que tramita dentre os milhares existentes no Estado de São Paulo, para conseguir demonstrar que o indivíduo preso em Alagoas e o réu procurado pela Justiça não eram a mesma pessoa. Um trabalho que contou com o apoio do advogado Valdemiro Cruz, coordenador da Pastoral Carcerária da cidade de Vitória do Santo Antão/PE, que reuniu com a família do detido toda a sua documentação pessoal e, também, da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, que culminou com a restituição da liberdade do injustiçado na presente data”, disse a defensora.

ERRATA

Informações repassadas pelo Advogado Valdemiro Cruz corrigem que a prisão se deu em 45 dias e não 15. A prisão ocorreu no dia 21 de dezembro de 2018 e o Alvará de soltura saiu no dia 02 de fevereiro de 2019. Importando dizer que L.T.S. passou o Natal e a celebração do Ano Novo preso. “E ainda tem os que proclamam: Bandido bom é bandido morto”, salientou Cruz.