• Ceclin
set 15, 2018 0 Comentário


Confira as 8 cidades nas quais não ocorreu homicídios em Agosto

Precisamente nove municípios da Mata Sul pernambucana sem registro de homicídios em agosto de 2018

Confira as 8 cidades nas quais não ocorreu homicídios em Agosto 2Pernambuco registrou 287 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) no mês de agosto. Mas a Secretaria de Defesa Social (SDS) informa que este foi o mês considerado menos violento em uma série histórica de 38 meses ou três anos e dois meses. Agosto de 2018 teve redução de 30% em relação a agosto do ano passado (411). O que consolidou o mês como o 9º consecutivo de declínio nos CVLIs, no comparativo com o ano anterior.

Já no acumulado de janeiro a agosto deste ano (2.913 óbitos), são 819 vidas poupadas ou 22% de queda quando confrontamos com o mesmo período de 2017 (3.732). Ao todo, 93 municípios não registraram assassinatos e todas as regiões do Estado apresentaram recuo nos crimes contra a vida. Quinze cidades não conheceram homicídios em 2018 (lista completa no final deste texto).

“Somente no mês passado, 185 homicidas foram presos e retirados de circulação. Ressalte-se ainda a consistência da queda nos homicídios, pelo nono mês seguido. Conseguimos, do 2º semestre de 2017 para cá, sair da casa das cinco centenas de mortes para duas centenas e hoje podemos mirar 2013, o ano de melhores resultados do PPV. O mês passado, por exemplo, teve menos assassinatos que dezembro de 2013 (289) e dois a mais em relação a março daquele mesmo ano. Não comemoramos, porque há muito trabalho por fazer. E a motivação da tropa nos dá a confiança de que podemos fazer a criminalidade recuar mais”, avalia o secretário de Defesa Social.

REGIÕES – Em agosto de 2018, todas as regiões apresentaram declínio no número de CVLIs, no comparativo com o mesmo mês de 2017. O maior destaque foi o Agreste, com 48% de redução (caiu de 109 para 57 homicídios), seguido pela Zona da Mata (-33%, passando de 83 para 56) e Sertão (-27%, de 56 para 41). A RMR (exceto Capital) teve uma queda mais tímida, de 14% (saiu de 114 para 98). O Recife manteve seu histórico recente de retração nos crimes contra a vida: -29%. Em agosto passado, a cidade computou 35 óbitos, contra 49 no mesmo mês do ano anterior.

Confira as 8 cidades nas quais não ocorreu homicídios em Agosto

Imagem: SDS/PE

“Nas 61 cidades do Sertão Pernambucano que compõem a Diretoria Integrada do Interior 2 (Dinter 2), incluindo Petrolina, Salgueiro, Serra Talhada e Arcoverde, não houve nenhum homicídio nos dias 09,10,14,16,20,21 e 30 de agosto. Na Diretoria Integrada do Interior 1 (Dinter 1), composta por 109 municípios do Agreste e Zona da Mata, esse mesmo cenário se verificou no dia 31 de agosto. No Recife, a Área Integrada de Segurança 5 ( abrangência de 31 bairros, entre eles Apipucos, Casa Amarela, Casa Forte, Jaqueira, Tamarineira, Parnamirim, Vasco da Gama, Nova Descoberta, Bomba do Hemetério e Morro da Conceição) teve o menor número de homicídios em uma série histórica de 54 meses. Com cinco vítimas em um período de 31 dias, essa área retornou ao patamar de fevereiro de 2014”, destacou Antônio de Pádua.

Quando fazemos um recorte dos primeiros oito meses de 2018, em confrontação com o mesmo período de 2017, o Agreste continua liderando o ranking das regiões com resultados mais significativos na diminuição dos homicídios, com retração de 31% (681 em 2018, contra 992 no ano anterior). A Região Metropolitana do Recife (exceto Capital) reduziu 18% (888 contra 1083); a Zona da Mata caiu 17% (590 contra 712) e o Sertão teve declínio de 13% (360 contra 413). O Recife, na mesma metodologia, baixou 26% (394 contra 532).

MOTIVAÇÕES E SITUAÇÃO PENAL DAS VÍTIMAS – Conforme levantamento feito pela SDS, dos 287 assassinatos em agosto de 2018, 70,38% foram motivados pelo tráfico de drogas, acerto de contas e outras atividades criminais. Em seguida, vêm os conflitos na comunidade (16,03%), os conflitos afetivos ou familiares (exceto feminicídio), com 4,88%, os latrocínios (2,79%) e, por fim, os feminicídios (2,44%). Houve 7 feminicídios no mês passado, contra 9 em agosto de 2017. No acumulado de 2018, 48 mulheres foram mortas pela condição de mulher, contra 57 no mesmo período do ano anterior (redução de 15,8%). Das 287 vítimas de CVLI no mês anterior, 32% ou 91 delas já tinham passagem pelo sistema de justiça criminal.

Confira os 93 municípios e 1 distrito sem registro de homicídios em agosto de 2018:

Gravatá, Belo Jardim, Pesqueira, Brejo da Madre de Deus, Ribeirão, São Bento do Una, Santa Maria da Boa Vista, Rio Formoso, Aliança, Trindade, São José da Coroa Grande, Glória do Goitá, Salgueiro, Canhotinho, Água Preta, João Alfredo, Cabrobó, Sertânia, Macaparana, Tupanatinga, Itaíba, Feira Nova, Capoeiras, São João, Lagoa do Carro, Jupi, Venturosa, São Vicente Férrer, Santa Maria do Cambucá, Lagoa dos Gatos, Primavera, Joaquim Nabuco, Afogados da Ingazeira, Exu, Parnamirim, Jataúba, Riacho das Almas, Passira, Correntes, São José do Egito, Bodocó, Jurema, Inajá, Tacaimbó, Camocim de São Felix, Cortês, Saloá, Chã Grande, Orocó, Sairé, Jatobá, São Benedito do Sul, Belém de Maria, Jucati, Carnaubeira da Penha, Alagoinha, Santa Cruz, Triunfo, Betânia, Ferreiros, Manari, Tacaratu, Serrita, Machados, Brejão, Cumaru, Buenos Aires, Frei Miguelinho, Lagoa do Ouro, Paranatama, Itapetim, Dormentes, Palmeirina, Terezinha, Vertente do Lério, Carnaíba Santa Terezinha, Tuparetama, Santa Filomena, Moreilândia, Calçado, Iguaraci, Afrânio, Ibirajuba, Camutanga, Cedro, Itacuruba, Terra Nova, Calumbi, Brejinho, Quixabá, Salgadinho e mais o distrito de Fernando de Noronha.

Confira os 15 municípios e 1 distrito sem registro de homicídios em 2018:

Jataúba, Carnaubeira da Penha, Santa Cruz, Serrita, Buenos Aires, Santa Terezinha, Tuparetama, Santa Filomena, Ibirajuba, Cedro, Itacuruba, Calumbi, Brejinho, Quixabá e Salgadinho, além do distrito de Fernando de Noronha.

Jornal do Commercio