Arquivos do Blog

UPE adota Enem e sistema seriado como formas de ingresso


coeltivaNeste ano, a Universidade de Pernambuco (UPE) realiza, pela primeira vez, um processo seletivo sem o vestibular tradicional. Agora, os candidatos vão concorrer a uma vaga na instituição através do Sistema Seriado de Avaliação (SSA) ou através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os detalhes foram divulgados em coletiva de imprensa, no Recife, na manhã desta terça-feira (28).

O número de vagas não foi alterado: serão 3.460, divididas em 11 campi e 54 cursos, nas regiões Metropolitana, Mata Norte, Mata Sul, Agreste e Sertão do Estado. Metade das vagas, um total de 1.730, será ofertada aos candidatos através do SSA, enquanto a outra metade será destinada ao Sisu. Nas duas modalidades, 20% das vagas serão reservadas para o sistema de cotas. O candidato pode se inscrever nas duas modalidades de seleção, seja para o mesmo curso ou para cursos diferentes.

Para os candidatos que pretendem concorrer às vagas pelo SSA, as inscrições já começam na próxima segunda-feira (3), exclusivamente pela internet. Por meio da seleção, alunos de qualquer lugar do Brasil podem concorrer, fazendo provas anuais, no 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio. No processo seletivo de 2016, as provas para os alunos de 1º e 2º anos serão nos dias 13 e 14 de dezembro. Já para os estudantes de 3º ano, as avaliações serão nos dias 22 e 23 de novembro. As inscrições custam R$ 85 e seguem até 2 de setembro.

De acordo com o reitor da UPE, Pedro Falcão, a UPE era a única universidade no Nordeste que ainda mantinha o vestibular tradicional. Com o fim da modalidade, medida que já tinha sido anunciada em 2014, os candidatos que participarão da seleção precisam estar inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e realizar as provas, que serão nos dias 24 e 25 de outubro.

Mudanças
Além das novidades sobre o processo seletivo da instituição, a UPE também divulgou nesta terça (28) algumas alterações em cursos de graduação. No campus Camaragibe, o curso de direito passará a ser ofertado apenas na segunda entrada. Já a graduação em gestão e logística será apenas no turno diurno em três campi: Salgueiro, Palmares e Nazaré da Mata. Também em Palmares, o curso de serviço social também foi alterado, sendo ofertado apenas no horário da manhã.

G1/PE

 

 

Abertura da Copa do Interior será neste sábado em Palmares


EVandro carNeste sábado (25), a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) promoverá, junto com a Prefeitura de Palmares, a abertura oficial da 29ª edição da Copa do Interior. O evento só para convidados acontecerá no Teatro Apolo, em Palmares, a partir das 20h. No domingo (26), a prefeitura promoverá, durante a manhã, um passeio para os presidentes das Seleções com visitas a pontos turísticos. Logo após, às 14h haverá apresentações de bandas e grupos folclóricos, além do desfile dos padrões utilizados pelas equipes. O jogo de abertura entre Palmares x Cachoeirinha terá início às 15h15, no estádio Ulysses Arcanjo de Oliveira.

O diretor Executivo de Futebol do Interior – Ligas, Jorge Vieira Junior, falou sobre a expectativa da festa de abertura. “Estamos preparando um evento grandioso. Desde 2013, tivemos a intenção de começar a fazer a abertura da Copa como um grande evento. E este ano conseguimos transformar a competição em um mega evento, até porque conseguimos parceria com as prefeituras das cidades, com o apoio dos prefeitos e dos seus secretariados”, disse.

Jorge Vieira Junior fez questão de ressaltar que será uma festa grandiosa e com várias surpresas. “Vamos realizar um evento que jamais aconteceu na FPF. Vamos fazer com que o futebol amador tenha uma festa de abertura com pompas de eventos internacionais. Será um legado que vamos deixar para a cidade de Palmares com a reforma de estádios, do cine teatro e das estradas. Quero agradecer ao presidente Evandro Carvalho, assim como a toda população palmarense por também estar abraçando esse grande evento. Palmares será, neste final de semana, a cidade do futebol do nosso Estado”.

Com informações do Blog do Mário Flávio. 

 

 

SINDSEP/PE – Abertas as inscrições para o curso de Ética na Política e o Encontro de Políticas Públicas


DSC03225_1Hoje, dia 20, tem início as inscrições para o mini-curso sobre Ética na Política, a ser ministrado pelo cientista político e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Michel Zaidan. As aulas serão realizadas todas as terças e quintas, das 19h às 21h, na sede do sindicato. Os interessados poderão se inscrever até o dia 31 de julho, através do (81) 3131.6350. A atividade é gratuita e aberta ao público.

O mini-curso é uma parceria do Sindsep-PE com o Núcleo de Estudos Estratégicos de Política Eleitoral (NEEPE) da UFPE. Quem participar terá direito a certificado. Ele valerá como uma atividade de extensão com carga horária de 12 horas. Esse será apenas o primeiro de uma série de eventos de formação que o sindicato está programando para os filiados neste segundo semestre de 2015. Fiquem atentos ao site e aos informativos do sindicato para participar.

Garanhuns

Também vão estar abertas a partir de hoje, as inscrições para o Encontro de Políticas Públicas, Gênero, Raça/Etnia e Saúde do Trabalhador de Garanhuns. Nesse caso, o evento é exclusivo aos servidores filiados. Os interessados devem procurar a subsede do sindicato na cidade pelo (87) 3871.1286.

Até outubro serão realizados outros cinco encontros como esse. Em Caruaru no dias 12 e 13 de agosto, e em Petrolina, no dias 19 e 20 do mesmo mês. Em setembro devem ser realizados em Palmares, no dias 2 e 3, e em Ribeirão, 29 e 30. Em outubro, Vitória de Santo Antão, dias 6 e 7 e, Salgueiro, a confirmar.

Os encontros também terão o objetivo de construir propostas sobre políticas públicas para o sindicato. Eles terão como base os textos sobre gênero, raça, etnia e saúde do trabalhador que constam no caderno de teses do último Congresso do Sindsep, realizado em agosto de 2013.

Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Pernambuco – Sindsep-PE

www.sindsep-pe.com.br    

Palmares: Defesa Civil continua trabalho de monitoramento


11230582_850129631730014_1616442177162976322_nLimpeza de córregos, podas de árvores, drenagem e ordenamento de águas pluviais. Ações como essas se tornam mais intensas neste período do ano, quando ocorre a quadra chuvosa, em áreas consideradas de risco. Os últimos dias, a Defesa Civil de Palmares tem intensificado o monitoramento e a atividade preventiva nas áreas apontadas como as mais críticas.

O coordenador da Defesa Civil Municipal, Alisson Calixto, explicou que as ações são feitas de forma integrada por diversas secretarias municipais para garantir o atendimento à população. “Sem parceria é inviável fazer qualquer trabalho. Entre os meses de abril e julho a atenção é redobrada porque é o período em que é esperada a maior quantidade de chuvas”, disse.

O coordenador informou que o monitoramento das chuvas é feito de diversas formas. Tanto pela previsão, através do radar meteorológico da Agência Pernambucana  (Apac) Também existem os pluviômetros instalados em pontos estratégicos do município de Palmares

“As últimas chuvas não causaram ocorrências, e continuamos fazendo monitoramento meteorológico nas  áreas de risco no município”, explicou Calixto.

Portal PE/10

 

 

 

FEM 2013 investiu R$ 22,9 milhões na Mata Sul


Danilo Cabral comemora balanço do FEM. Foto: Douglas Fagner

Danilo Cabral comemora balanço do FEM. Foto: Douglas Fagner

Secretaria de Planejamento e Gestão divulgou balanço dos investimentos do Fundo, criado em 2013 para contribuir com o desenvolvimento municipal 

Os 24 municípios da Mata Sul receberam R$ 22,9 milhões em investimentos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) de 2013. O balanço foi divulgado pelo secretário de Planejamento e Gestão do Estado, Danilo Cabral, coordenador da iniciativa. No total, foram investidos R$ 204,6 milhões em 182 municípios pernambucanos na primeira edição do Fundo criado para contribuir com o desenvolvimento dos municípios.

“O FEM representa o esforço conjunto do Estado e municípios no sentido de atravessar esse momento desafiador que vive o Brasil. Com esta iniciativa, Pernambuco mostra ao País que é possível termos, na prática, uma melhor distribuição dos recursos públicos da federação, garantindo investimentos que melhoraram a qualidade de vida da população e preservam empregos”, destacou  Danilo Cabral.

Os municípios da região apresentaram 43 planos de trabalho dos 447 que foram executados através do FEM 2013. A maior parte dos recursos foi destinada para obras de infraestrutura, como pavimentação de ruas, reformas de escolas e praças e unidades de saúde. Em Tamandaré, por exemplo, os recursos do Fundo foram aplicados na reforma do Hospital José Múcio Monteiro, inaugurado em abril pelo governador Paulo Câmara. Já a Prefeitura de Rio Formoso investiu R$ 375,5 mil na reforma do mercado público do distrito de Cucaú.

Considerando os dados de todo o Estado, R$ 155 milhões (76%) da primeira edição do Fundo foram destinados a investimentos em infraestrutura urbana. A segunda área que recebeu mais investimentos foi a de saúde – R$ 21,4 milhões (10,5%) -, com reformas e construção de novas unidades. Em seguida aparece a área de desenvolvimento social – R$ 12,7 milhões (6,2%). A educação recebeu R$ 9 milhões (4,4%), em sua maior parte destinada a reforma e construção de escolas.  E, para a infraestrutura rural, as prefeituras destinaram R$ 3,5 milhões (1,7%). As demais áreas que receberam investimentos foram segurança (0,5%) e meio ambiente sustentabilidade (0,2%).

Para o FEM 2014, os municípios da Mata Sul apresentaram 59 planos de trabalho, com um investimento total previsto de R$ 25,7 milhões. Assim como na primeira edição do Fundo, há obras de infraestrutura, especialmente de urbanização. O prazo para que as prefeituras concluam as obras é o dia 31 de dezembro.

com informações da Assessoria

 

 

Palmares realiza 8ª Conferência Municipal de Saúde


sam_7424Para discutir e definir metas que possibilitem o fortalecimento das políticas públicas de Saúde, mais de 350 pessoas estiveram reunidas nesta segunda-feira (13/07), no Auditório da Igreja dos Mórmons, em Palmares, na abertura da 8ª Conferência Municipal de Saúde. Com o tema “Saúde para todas e todos os munícipes, com qualidade, acessibilidade e humanização”, o evento deu sequência às conferências municipais do tema que vêm sendo realizadas em todos as cidades de influência da III Gerência Regional de Saúde (Geres).

Além de Palmares, as cidades de Jaqueira, Amaraji, Ribeirão, São Benedito do Sul, Primavera, Cortês e Água Preta também já realizaram as suas conferências municipais. A Conferência Municipal de Palmares contou com a participação do gerente da III Geres, Dr. Gaudêncio Costa, da Sanitarista Alexsandra Machado, do assessor técnico do COSEMS-PE, Dr. Paulo Dantas, e da diretora do SINDSEP-PE, Lindinere Ferreira.

Com informações do Portal PE10.

 

 

Sindsep promove Assembleia em Palmares


DSC06926_1O Sindsep realizou uma Assembleia Extraordinária, na manhã de hoje, em Palmares, município da Zona da Mata Sul pernambucana. O encontro com os servidores daquela região aconteceu com a presença da coordenadora geral do Sindicato, Graça Oliveira, na subsede do Sindsep, localizada no centro do município.  Na ocasião, Graça analisou a conjuntura política e econômica brasileira e repassou informações sobre as negociações da campanha salarial com o Governo Federal.

Ao iniciar sua fala, a coordenadora do Sindsep  traçou um histórico sobre a política e economia nacional, destacando os benefícios que os servidores tiveram nos últimos anos, para fazer um paralelo com o momento atual vivido pelo trabalhador brasileiro. Ela lembrou que durante a era FHC muitos servidores federais recebiam salários baixos, chegando a ser menores que o mínimo. Naquela época, os servidores tinham grande dificuldade em ser recebidos por representantes do Governo, para negociar suas campanhas salariais.

“Passamos por vários anos sem nenhum reajuste. Só a partir de 2003 que passamos a ter respeito por parte do Governo Lula. Lembro que quando ele assumiu foi aberta uma mesa de negociação e começamos a recuperar nossas perdas salariais com ganhos importantes em nossos contracheques”, destacou.

Em seguida, ela lembrou da crise econômica da era FHC para destacar que a crise atual brasileira será passageira. “Hoje temos uma economia interna forte. O poder aquisitivo do brasileiro aumentou graças às políticas econômicas dos últimos anos. O país sofre um reflexo de uma crise internacional. Mas em breve, voltaremos a crescer”, disse.

Quanto à campanha salarial, Graça Oliveira informou aos presentes que os servidores federais rejeitaram a proposta do Governo de reajuste de 21,03%, parcelado em 4 anos. Ela destacou que já há um indicativo de greve para o dia 22 de julho. “Devemos continuar mobilizados para fecharmos a negociação, mas sem outra proposta do Governo iremos construir a unidade em torno da possibilidade de uma greve geral a partir do dia 22”, afirmou.

Na última rodada de negociação com o Governo, realizada na terça-feira (07) os servidores afirmaram que não abrem mão do reajuste de benefícios (auxílio-alimentação, plano de saúde, creche), incorporação de gratificações produtivas a seus salários, realização de concursos para recompor a mão de obra qualificada da administração pública, entre outras reivindicações importantes.

Além disso, querem aprovar a regulamentação da Convenção 151 da OIT que garante o direito à negociação coletiva no setor público e democratiza as relações de trabalho. “Hoje, se o Governo não quiser negociar com a gente não é obrigado. Por isso, muitas vezes, partimos para greves. E queremos evitar isso”, concluiu.  Após a Assembleia, Graça Oliveira, a diretora territorial do Sindicato, Carmem Campos, e a delegada de Base, Maria Belisa da Silva, participaram do programa de entrevistas Falando Sério, da Rádio Cultura dos Palmares. Na ocasião, elas voltaram a falar da conjuntura econômica e da campanha salarial.

Com informações da Assessoria.

 

 

Atraso marca obra da Barragem de Serro Azul, na Mata Sul de PE


(Foto: Reprodução / TV Globo).

(Foto: Reprodução / TV Globo).

G1PE

Visto do alto, o paredão de concreto chama atenção entre as serras. A estrutura faz parte da Barragem de Serro Azul, na Mata Sul de Pernambuco. O reservatório foi projeto pelos governos estadual e federal para conter a água do Rio Una, que nasce no Agreste e passa por várias cidades da região. A obra começou em janeiro de 2011 e deveria ter sido entregue no fim do ano passado. No entanto, depois de 80% concluída, a construção praticamente parou, como mostrou reportagem exibida pelo NETV 2ª Edição nesta quarta (8).

A barragem, que fica no município de Palmares, tem 73 metros de altura e mais de um quilômetro de comprimento. Na área, 907 hectares de terra serão inundados. O lago da represa vai se estender por três municípios: Palmares, Catende e Bonito. Quando estiver pronta, Serro Azul terá capacidade para armazenar 303 milhões de metros cúbicos de água.

Os recursos para construção são provenientes dos governos estadual (R$ 300 milhões) e federal (R$ 200 milhões), através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Em contrapartida, o Estado também entrou com mais R$ 200 milhões para fazer obras no entorno, como desapropriações e estudos ambientais.

A reportagem da TV Globo esteve em Palmares esta semana e encontrou poucos trabalhadores no canteiro que fica a aproximadamente 500 metros do paredão do reservatório. Máquinas e caminhões estavam parados no pátio. A informação repassada foi que a chuva não está deixando a equipe trabalhar. O Globocop sobrevoou a região e identificou uma equipe trabalhando na barreira.

Quando sair do papel, a Barragem de Serro Azul servirá também para o abastecimento de uma região próxima ao Agreste de Pernambuco, que sofre com a falta-d´água. Além disso, deve evitar que a população dos municípios que ficam no curso do Rio Una sofra com enchentes como a de 2010. Na época, cidades como Palmares, Água Preta e Barreiros foram praticamente destruídas por uma inundação.

Quem precisa que a obra seja entregue logo está perdendo o sono. “A população está temorosa. Acorda assombrada e dorme com medo que aconteça uma cheia. Até agora não apareceu uma pessoa do governo para dar uma satisfação”, reclama o aposentado Amaro Pedrosa de Melo.

Falta de recursos
De acordo com o governo estadual, a nova previsão é que a Barragem de Serro Azul só fique pronta em 2016. “Tivemos algum atraso efetivo no nosso cronograma em virtude da dificuldade de recursos financeiros há mais ou menos um ano, mas o governador Paulo Câmara adotou providência de destinar o orçamento que falta para a conclusão da obra, que é da ordem de R$ 90 milhões. A obra continua em andamento e agora só para quando for concluída. Nesse momento, o ritmo da obra é lento porque nós estamos no inverno e o que nós estamos fazendo hoje são pilares e concluindo a ogiva do vertedouro, ou seja, o trabalho de concreto armado, que é o possível de fazer nesse período chuvoso”, explica o secretário-executivo de Recursos Hídricos de Pernambuco, Almir Cirilo.

Ele acrescenta que o grande contingente de operários vai acontecer, provavelmente, a partir de setembro, quando o tempo der condições para parte de execução de terra. O custo inteiro da obra é de R$ 500 milhões.

Canavieiros se reúnem na AABB de Timbaúba para tratar da volta da Usina Cruangi


(Foto: Reprodução / Timbaúba Agora).

(Foto: Reprodução / Timbaúba Agora).

A reativação da usina, que estimulará a criação de 4 mil empregos, é indispensável para a manutenção dos canaviais, já que só restam quatro usinas abertas em toda Mata Norte pernambucana

Na sexta-feira (10), na AABB de Timbaúba, às 9h30, um tema de interesse da população da Mata Norte, reunirá o prefeito do município, Júnior Rodrigues, o secretário estadual da Agricultura, Nilton Mota, e agricultores ligados à cadeia produtiva da cana, para debater sobre o desenvolvimento socioeconômico local, por meio da manutenção da cultura canavieira, através da reativação da Usina Cruangi. Também confirmaram presença os deputados estadual e federal Aloísio Lessa e Marinaldo Rosendo respectivamente.

O evento está sendo organizado pela Associação dos Fornecedores de Cana do PE (AFCP) e o Sindicato dos Cultivadores de Cana. Estas entidades são responsáveis pela intenção de reativar a unidade industrial, através de um cooperativa (Coaf). O governador Paulo Câmara e o secretário estadual da Fazenda, Márcio Stefanni, também foram convidados para o encontro, mas ainda não confirmaram a participação.

A reativação de Cruangi não é apenas sonho dos canavieiros. Depois do sucesso de arrendar e por para funcionar na última safra, outra usina fechada em Pernambuco, a Usina Pumaty, na Mata Sul, moendo mais de 500 mil toneladas de cana, e faturando cerca de R$ 50 milhões, as entidades de classe do setor ganharam experiência e já avançaram no processo de reativação da usina em Timbaúba. Através da Cooperativa da Associação dos Fornecedores de Cana de PE (Coaf), já assinaram um contrato de arrendamento de Cruangi. Para o negócio ter validade, falta o aval final do juiz da Recuperação Judicial da unidade fabril. Canavieiros e políticos acreditam na aprovação, já que a reativação é favorável para os credores da usina, que já aprovaram o arrendamento.

Os encaminhamentos e desafios para a implementação da ação serão debatidos entre os entes dos órgãos públicos e da classe canavieira, e, sobretudo, com os fornecedores de cana, que estão todos convidados. “O arrendamento para reativar Cruangi, por meio do cooperativismo dos canavieiros, é a nossa alternativa para o agricultor não continuar sem opção na hora de fornecedor a cana às usinas, que restam poucas após o fechamento de várias na Mata Norte”, diz Alexandre Andrade Lima, presidente da AFCP. A expectativa é esmagar 400 mil toneladas nesta safra. Dessa forma, o dirigente reforça a importância da participação de todos os fornecedores de cana da Mata Norte no evento. O presidente do Sindicato dos Cultivadores de Cana do Estado, Gerson Carneiro Leão, um dos principais responsáveis pela reabertura Usina Pumaty.

Com informações da Assessoria. 

 

Governo vai levar água da Zona da Mata para o Agreste


transposição-460x284O governo do Estado vai remanejar recursos de outras obras para construir duas adutoras que vão levar água da Mata Sul ao Agreste, beneficiando 30 cidades do Agreste Central e Setentrional (como Caruaru, Pesqueira, Surubim, Gravatá, entre outras) que estão tendo um racionamento de água mais severo devido à estiagem. Serão investidos R$ 160 milhões.

“Essa demora (da transposição de águas do Rio São Francisco) está nos levando a apostar em obras que antecipem a chegada de água nessa região”, resume o secretário executivo estadual de Recursos Hídricos, Almir Cirilo. Há uma previsão de que a seca continue (no Agreste e Sertão) devido ao comportamento do fenômeno climático El Niño, indicando 90% de possibilidade de estiagem forte até setembro e 80% até fevereiro de 2016. A transposição deveria ser concluída em 2012.

A primeira adutora vai levar a água da Barragem Serro Azul (em construção em Palmares) até Caruaru, usando adutoras existentes até Santa Cruz do Capibaribe e Pesqueira. O custo será de R$ 100 milhões, financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para um sistema de tratamento de esgoto. “A água se tornou uma prioridade mais urgente”, conta Cirilo.

A segunda obra é uma adutora com a captação de água em Catende, na Mata Sul, indo até a adutora do Prata, levando água até Caruaru. O investimento será de R$ 60 milhões, emprestados pelo Banco Mundial para implantar uma estação de tratamento de água em Jucazinho, que está com 5% da sua capacidade. Há expectativa de que essa barragem seque, caso a estiagem seja severa.

O Agreste e Sertão sofrem com a estiagem desde 2012. Participantes do Fórum Permanente de Convivência Produtiva com as Secas discutiram ontem, na sede do Sebrae-PE, o gerenciamento dos recursos hídricos, analisando o que está sendo feito em Estados como Ceará e Pernambuco. “Aqui, não se vê uma ação contundente para enfrentar a seca nos meios rurais”, lamenta o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra. Ele defende que deveria haver uma ação conjunta da academia, governos (Estado e União) com a participação do empresariado para conviver de forma produtiva com a estiagem.

Jornal do Commercio

 

 

Rio Tapacurá sobe devido as fortes chuvas em Vitória


WhatsApp do A Voz da Vitória – (81) 9992-9364.

WhatsApp do A Voz da Vitória – (81) 99992-9364.

Devido a elevação do volume das águas do Rio Itapacurá no município da Vitória de Santo Antão, Zona da Mata do Estado, a população ribeirinha encontra-se em alerta.

De acordo com o Clima/Tempo, as chuvas vão se prolongar até segunda-feira (06) e deixa não só os moradores às margens do rio apreensivos, mas também os comerciantes.

Foram registrados pontos de alagamentos em vários trechos do Centro de Vitória, bem como na Rua dos Borges, deixando o trânsito lento na manhã deste Sábado (04).

INFORME DO TEMPO – FONTE/APAC

Entre às 9 horas da manhã de hoje até às 17 horas, as chuvas monitoradas e registradas foram de 28,2 mm em Recife, 16,4 mm em Cabo de Santo Agostinho e Palmares, 8,6 em Jaboatão dos Guararapes, 5,4 mm em São Lourenço da Mata e 3,8 em Igarassu.

A previsão indica ainda alta probabilidade de chuvas no decorrer do Sábado, ocasionadas pela chegada de um sistema meteorológico do oceano. Essa chuva deve continuar e se intensificar até Domingo (05/07),  atingindo principalmente as Zonas da Mata e Região Metropolitana e de forma menos intensa no Agreste.

O sistema meteorológico que vinha sendo monitorado se aproximou bastante do litoral e já começou a induzir a ocorrência de precipitações. Sua instabilidade tende a intensificar, aumentando também os acumulados de chuva.

Elevação dos Rios Una e Carimã preocupa cidade de Barreiros


IMG-20150704-WA0020

Blog do ED

Em pleno sábado, Barreiros acorda com a ação da natureza, nos rios Una e Carimã. Com as chuvas vindas de Palmares e cidades acima que recebem fortes pancadas, antes de chegar ao mar, passando por nossos rios locais, começam à dar os velhos e conhecidos sinais de preocupação aos barreirenses.

As previsões por agora, não são nada assustadoras, apesar dos pesares. Muito pelo contrário. Segundo informam, o volume de água esperado para a região está até agora, dentro dos limites esperados.
A questão é torcer para que tudo continue calmo, como estamos vendo, de maneira à não nos alarmar além da conta.
Esperamos, ainda assim que as as autoridades constituídas estejam preparadas para qualquer eventualidade.

Chuva na estrada provoca acidente com Radialista de Palmares na BR-101


11666958_855628711158386_568459892_nO radialista da Rádio Cidade FM Edson Silva  sofreu um acidente de carro nesta sexta-feira (03) , na altura da entrada da Usina Pumaty – em Palmares, na Mata Sul

Segundo o próprio radialista, ele estava indo ao Recife e que no momento do acidente chovia muito, o que fez com que seu veiculo perdesse o controle e se chocasse contra a grade de proteção que separa a divisa das vias na rodovia BR 101. “Muita água na pista. Perdi o controle e meu carro acabou girando”, contou.

Edson informou que está consciente e orientado, e já realizou um exame que não revelou nenhuma fratura, sem gravidade. “Estou apenas com dores lombares, mas nada grave”, completou. O radialista permanece em sua residência. Um reboque foi acionado para retirada do veículo da via.

Portal PE/10

 

 

Chapéu de Palha entrega cartões atrasados


chapeu1Os beneficiários do Chapéu de Palha da Cana-de-açúcar que não receberam os cartões de identificação do programa durante o cadastro podem retirá-lo a partir desta quarta-feira (1º). Eles serão distribuídos nos sindicatos dos Trabalhadores Rurais de cada município atendido pelo programa.  O cartão é necessário para a comprovação da frequência em sala de aula nos cursos de qualificação profissional.

Para receber as quatro parcelas do auxílio de R$ 246,45, complementares ao Bolsa Família, o trabalhador cadastrado no Chapéu de Palha deve comprovar sua presença nos cursos oferecidos pelo Governo do Estado, através das secretarias da Mulher, de Educação, Secretaria do Trabalho, Meio Ambiente e Agricultura No total, serão oferecidos 848 salas de capacitação, sendo 357 deles para a Mata Norte e 491 para a Mata Sul. Nos cartões de identificação, constam os nomes do beneficiário, da escola onde ele assistirá às aulas, do curso e do turno da aula. O trabalhador que não poderia comparecer aos cursos, indicou um familiar para assistir às aulas.

Neste ano, o Chapéu de Palha da Cana de açúcar vai beneficiar 29.882 trabalhadores da palha da cana em 53 municípios do Estado. Foram cadastrados os trabalhadores maiores de 18 anos e residentes de um dos municípios atendidos pelo programa e que trabalharam na última safra (2014) por pelo menos 30 dias corridos, com registro formal. Também foram considerados aqueles dispensados no período de 1º de janeiro de 2012 até 17 de abril, desde que tenham exercido exclusivamente a função de trabalhador rural.

Com informações da Assessoria.

 

Gravatá ganhará em breve primeira estação de TV local


DSC_0961O sócio-fundador da Rádio Clima FM, João Gouveia, participou na manhã desta quarta-feira (1/7) de uma entrevista com duração de 40 minutos que foi suficiente para os ouvintes conhecerem um pouco mais da história daquele que revolucionou a radiodifusão comunitária no Estado de Pernambuco.

Na entrevista, o empresário destacou sua direta participação na fundação de outras emissoras em Amaraji, Primavera, Palmares e Passira, todas no interior do Estado. João Gouveia é o proprietário do balneário Beatriz Parque localizado na cidade de Amaraji, um dos mais visitados da região.

O empresário trouxe uma novidade aos ouvintes da cidade da Rádio Clima FM. Em alguns meses, a cidade de Gravatá está prestes a ganhar sua primeira Estação de Televisão local cuja programação será gerada na própria cidade, um passo importante para a comunicação comunitária. A emissora estará integrada a ASCOMG também responsável pela Rádio Clima FM. Sem dar prazos, João Gouveia alertou que toda documentação já foi protocolada no Ministério das Comunicações, em Brasília.

com informações do Gravatá Notícias

Página 1 de 6112345...102030...Última »