Arquivos do Blog

Homem é morto a tiros em seresta no município de Amaraji

JC Online

Um homem de 45 anos foi morto a tiros na área central do município de Amaraji, na Zona da Mata de Pernambuco, na noite desse domingo (19). Segundo informações da Polícia Militar, José Francisco Campelo trabalhava como segurança de uma seresta quando algumas pessoas começaram a brigar. O segurança foi apartar a discussão e acabou sendo baleado. A vítima morreu no local.

O corpo do segurança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Recife. O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) registrou o caso. Até o momento, ninguém foi preso.

Integrantes de quadrilha especializada em roubo de cargas são presos em Primavera

(Foto: Reprodução / Amaraji Notícias).

Com informações do JC Online

Com o objetivo de capturar integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de cargas no Estado, as Polícias Civil e Militar deflagraram nesta quinta-feira (16) uma operação conjunta no município de Primavera, na Mata Sul de Pernambuco, que resultou na detenção de dez pessoas.

Três delas foram autuadas por envolvimento no crime. Vários produtos roubados foram apreendidos com os detidos, entre eles uma grande quantidade de bebidas alcoólicas, além de várias sandálias.

As investigações do caso serão conduzidas pelo Delegado da cidade de Amaraji, Roberto Lapenda.  Rodrigo César Soares de Santos, 32 anos, Vlademir Cabral de Sá, 25, e Manoel Soares de Santos Filho, 62, responderão por receptação. Segundo a Polícia, nas residências deles foram encontrados produtos roubados este mês no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife.

 

Paulo Henrique Amorim defendeu em palestra no Recife que o País avançou mudando paradigmas

Mídia Digital: Empresário Ricardo DeMarchi, Paulo Amorim e Lissandro Nascimento em palestra no Recife

Paulo Henrique Amorim, apresentador do Domingo Espetacular da TV Clube/Record, fez palestra de Como o atual cenário econômico tem impactado nos investimentos e as perspectivas para o Brasil, na noite dessa quarta-feira (15), no auditório da Fiepe – Recife.

O jornalista de forma clara e objetiva avaliou o atual panorama econômico levando em consideração os fatores econômicos e políticos externos que interferem na dinâmica e no planejamento da economia. Henrique Amorim acredita no potencial econômico brasileiro, reconhece os avanços obtidos nos últimos anos e sinaliza boas perspectivas para o País. Acompanhando a palestra, o presidente da Associação dos Blogueiros do Estado de Pernambuco (AblogPE) – Lissandro Nascimento, trocou informações sobre o mundo digital, pelo qual o jornalista da Record também exerce a atividade de blogueiro onde publica suas opiniões pessoais no Blog “Conversa Afiada”. 

A palestra que teve o apoio do SEBRAE e da Caixa, foi voltada para executivos, gerentes e profissionais de áreas comerciais, administração e marketing de empresas do segmento industrial comercial ou de serviços. Ele mostrou os desafios para o Brasil e para o mundo, quando abordou o perfil do mercado consumidor, as novas oportunidades de negócios e de como as empresas podem se beneficiar da conjuntura atual, antecipando as tendências da economia mundial para os próximos meses.

Ele considerou que o Brasil cresceu de formas paradigmáticas, obtendo respeito do mercado internacional pela sua postura em honrar contratos, além de ter superado a escassez do Dólar, de ter estimulado o aumento da classe C (classe média), dobrado os investimentos em Educação, os quais são fatores que ajudam a consolidar o País já em 2020 como o 5º maior mercado do Mundo e o 5º também em consumo. O blogueiro também credita as mudanças estruturais que o País atravessa pelo seu potencial energético, a exemplo da camada do pré-sal, suas hidrelétricas, o ressurgimento da indústria Naval com a defesa marítima e as refinarias de petróleo.

Henrique Amorim sentenciou que o Brasil era o “País da sobremesa”, pois importava quase todos os produtos e hoje detém grandes campos de produção diversificada. Outro ponto paradigmático, segundo ele, seria os investimentos que estão sendo feitos no modal ferroviário, a exemplo da Transnordestina e hidrovias. Todos estes investimentos estruturais estão fazendo com que grandes parcelas da população estejam transitando pelo “processo civilizatório”, o que sinaliza novas tendências para o mercado consumidor nacional.

PERFIL: Paulo Henrique Amorim – Formado em Sociologia e Política pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, foi Editor-chefe da revista Exame nos anos de 1974 a 1976. Já nos anos 90, foi Chefe do escritório e correspondente da Rede Globo em Nova York, além de trabalhar como colaborador do programa World Report da Rede CNN. Autor de diversos livros, tais quais “De olho no dinheiro”, que teve sete edições . Apresentou na TV Record os programas “Edição de Noticias”, “Tudo a Ver” e “Domingo Espetacular”. Atualmente é o responsável pelo Blog “Conversa Afiada” e ministra palestras em todo o Brasil.

 

 

Pitú com novidade para os apreciadores de cachaça

Antenada às tendências do mercado, marca pernambucana lança loja virtual

Com 76 anos de mercado, a Pitú é uma marca de cachaça consagrada não só no Brasil como no exterior. Líder em exportação do destilado de cana-de-açúcar no País e líder em vendas na região Nordeste, a marca pernambucana, que produz anualmente 95 milhões de litros de cachaça, é reconhecida não só pela qualidade dos seus produtos, mas também por acompanhar as tendências do mercado.

Lembrada por levar primeiro ao consumidor latas de cachaça de volume 473 ml e 710 ml, a Pitú dessa vez traz para os apreciadores da bebida uma loja virtual própria. Seguindo a tendência do mundo e-commerce, a marca colocou no ar recentemente o www.lojaonline.pitu.com.br, misturando o ambiente virtual com o ambiente de bar para criar o conceito de boteco na internet e permitir que seu público tenha acesso rápido, fácil e prático aos produtos de maior destaque.

Envelhecida em barris de carvalho francês e com sabor aveludado e aroma marcante, a cachaça extra premium Vitoriosa, lançada em 2013, já está entre as bebidas mais apreciadas pelo consumidor. Por isso, faz parte do portfólio vendido pela Pitú via internet. Com sua inconfundível coloração dourada, a Pitú Gold, envelhecida em barris de carvalho americano, é outra bebida disponibilizada aos consumidores virtualmente. O Kit Caipirinha, composto por uma garrafa de 965 ml, duas latas de 350 ml de Pitú tradicional e de Pitú Limão, um copo personalizado e um amassador, também está à venda por ser ideal para a preparação do famoso drink brasileiro. É importante destacar que os produtos continuarão disponíveis nos pontos de venda de todo o Brasil.

Para efetuar compras na loja online, o consumidor deve se cadastrar e informar dados pessoais. A medida tem como objetivo dificultar o acesso de crianças e adolescentes às bebidas alcoólicas. A entrega da Vitoriosa (R$ 170), da Pitú Gold (R$ 39,90) e do Kit Caipirinha (R$ 29,90), inicialmente, ocorre somente para o mercado interno. Mediante cobrança de frete, é garantida via Correios. O pagamento pode ser feito pelos cartões Visa e MasterCard ou por boleto bancário. Não há parcelamento e nem limite de compra. Em breve, outros itens da Pitú estarão disponíveis, como copos, camisas, chaveiros, kits para preparação de drinks, etc.

Desenvolvida pela empresa Bemind, que faz design e desenvolvimento de soluções de impacto para diversas empresas de Pernambuco e do País, a loja online da Pitú já está em funcionamento. Criada a partir do framework de linguagem Ruby on Rails, o site é capaz de rodar em qualquer dispositivo.

Assinada pela Ampla Comunicação, a campanha de lançamento da loja online da Pitú engloba blogs, web banners, ferramentas do Google e redes sociais, sobretudo, o Facebook, onde a marca já possui mais de 170 mil seguidores. Plataformas off-line, como anúncios em revistas, mídia exterior, rádio e televisão, também são recursos usados pela agência na campanha. Com o conceito “Seu boteco na internet”, haverá anúncio com cada produto à venda na loja.

com informações da Assessoria

 

Dupla presa após roubar supermercado em Amaraji

(Fotos: Reprodução / Amaraji Notícias).

Dois homens foram presos na manhã desta terça-feira (14) após praticarem um assalto a um supermercado em Amaraji, Zona da Mata do Estado. Leandro da Silva e José Igor Ximenes da Silva, ambos com 19 anos, chegaram de moto no estabelecimento em posse de uma arma de fogo e anunciaram a investida criminosa. Um PM à paisana estava no local desarmado e terminou rendido.

Após o crime, a dupla fugiu pela PE-63, levando além de um aparelho celular do Policial Militar, todo o dinheiro que estava no caixa. Uma perseguição foi iniciada e os homens acabaram presos na altura de Primavera, também na Zona da Mata. Uma espingarda calibre 12 sem munição foi apreendida.

Os dois informaram na delegacia que são do Bairro do Jordão, no Recife, e que a motocicleta utilizada para cometer o assalto foi roubada na noite anterior. Ainda de acordo com relatos dos rapazes, o dinheiro resultante do roubo seria utilizado para sanar dívidas com o tráfico de drogas e o restante para comprar roupas. Ambos foram autuados em flagrante. Cheques e a quantia de R$ 490, 00 foram recuperados.

Voluntários promovem a campanha de Dilma Presidenta em Vitória de Santo Antão

O Ponto 13 foi aberto na noite da última sexta-feira (10/10) em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. Durante uma Plenária Municipal, voluntários de diversos segmentos sociais organizaram um espaço para servir como ponto de apoio da campanha da presidenta Dilma Rousseff (PT) na cidade. Profissionais liberais, funcionários públicos, universitários, comunicadores, professores, sindicalistas, representantes de movimentos sociais, jovens, dirigentes políticos de várias correntes políticas se reuniram e montaram as primeiras atividades de agenda da campanha presidencial.

O Comitê suprapartidário Dilma Presidenta 13 em Vitória fica na Praça 03 de Agosto, Bairro do Livramento, Centro da cidade. O PONTO13 é um local para distribuição de material, também um espaço para conversar sobre as propostas da Dilma. Ou para reunir os amigos e vizinhos para assistirem juntos ao programa eleitoral da Dilma na TV e na internet (dilma.com.br).

Durante este último final de semana, dezenas de voluntários promoveram panfletagens em praças e feiras livres nos principais bairros da cidade. Está sendo agendado para os próximos dias, bate-papos e comícios relâmpagos em diversos pontos estratégicos da área urbana e rural de Vitória. O Comitê envolve também voluntários de outros municípios que organizam atividades em Moreno, Pombos, Escada, Glória do Goitá e Chã Grande.

 

MEC autoriza Engenharia Civil para o Vestibular 2015 da FAINTVISA

Com a crescente demanda de mercado por profissionais qualificados, a população da Capital da Zona da Mata pernambucana, Vitória de Santo Antão, passa a contar com uma nova opção de curso de graduação. As Faculdades Integradas da Vitória de Santo Antão, FAINTVISA, recebeu autorização do Ministério da Educação (MEC) para implantar, a partir do primeiro semestre de 2015, um novo curso na área de Engenharia Civil. A abertura dessas turmas de engenharia vem atender a uma demanda do mercado. Nos últimos anos, o Brasil vem importando engenheiros devido a pouca quantidade de profissionais formados nas universidades brasileiras.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) a China forma anualmente 650 mil engenheiros, a Índia, 220 mil e o Brasil, apenas 47 mil. Essa situação de poucos profissionais no mercado ainda é mais preocupante em Pernambuco. O curso será ofertado no turno da noite. A data para o Vestibular FAINTVISA 2015 será divulgada em breve.

Outras informações através do telefone (81) 3523-1020. A FAINTVISA fica localizada no Loteamento Vicente Ferrer, nº 71, no Bairro do Cajá.

Com informações da Assessoria.

Cine Sesi Cultural atraca em Amaraji neste final de semana

O projeto Cine Sesi Cultural está percorrendo municípios do interior de Pernambuco que não têm salas de cinema. A cidade de Amaraji foi contemplada e neste final de semana, nos dias 10 e 11 e 12 de outubro irá receber as atividades do Serviço Social da Indústria. Na cidade, a organização exibirá um longa e um curta-metragem. Para essa etapa, foram selecionados os filmes: “Pimenta”, “A Menina Espantalho”, “Leonel Pé de Vento”, “Cine Holliúdy”, “A Busca” e “A Era do Gelo 4″.

De acordo com a assessoria de imprensa do Sesi, 12 Estados do País receberam ações do programa e “mais de 4,3 milhões de pessoas, gente que, na sua grande maioria, nunca havia visto cinema na vida, tiveram a oportunidade de ter acesso às projeções”. O Cine Sesi Cultural já passou por mais de 600 cidades do interior de 12 estados e contabiliza cerca de 4,3 milhões de espectadores.
Com informações do Amaraji Notícias e Sesi.

O filhotismo ganha as urnas em Vitória de Santo Antão

Conforme análise feita recentemente por este Blog (AQUI), o jovem advogado Joaquim Lira foi eleito deputado estadual como o mais votado do PSD de Pernambuco com 67.584 votos, destes 27.711 foram em Vitória de Santo Antão, onde o seu pai, Elias Lira, é o atual prefeito.

Os asseclas da Prefeitura de Vitória apostavam que Joaquim teria cerca de 40 mil votos em Vitória, dado o uso descarado da máquina pública, cooptação das principais forças políticas na cidade e de ter conseguido enquadrar quase a totalidade da Câmara Municipal. Contudo, o filho de Elias Lira conseguiu ter o dobro dos votos dos dois deputados da terra, colocando grande parte do mundo político local no ‘bolso’ e sinalizando que não será fácil lhe tomar a Prefeitura nas eleições de 2016. Segundo mais votado para deputado estadual em Vitória, Aglaílson Júnior (PSB) conseguiu renovar seu mandato com 44.781 votos em todo o Estado, obtendo na cidade precisamente 12.520 votos. Por sua vez, Henrique Queiroz (PR) segue para o seu 10º mandato obtendo 50.882 votos, destes 7.099 em Vitória.

Os três são a atual essência da oligarquia familiar presente há quase um século em Vitória de Santo Antão. A disputa eleitoral na cidade segue de pai para filho e a novidade é que Joaquim Lira representa a prática do FILHOTISMO. Joaquim será um deputado que já nasce velho, tanto nas ideias, nas práticas e performance do pragmático poder. Nasce, portanto, em Vitória, a nova cara do Filhotismo político.

Filhotismo, para quem não sabe, é o fenômeno presente na política nacional em que os pais e maridos transferem para os parentes, especialmente esposa e filhos, suas bases eleitorais, como se o mandato fosse hereditário. Isto acontece, notadamente, pela falta de empenho dos partidos e dos movimentos sociais na formação de novos quadros dirigentes. A sucessão entre parentes não parece a mais adequada, até porque a pessoa é candidata pelo laço de parentesco e não pelas propostas ou programa que defende. Ao contrário do que se imagina, essa não é uma característica exclusiva de regiões menos desenvolvidas nem de determinados partidos políticos. Alcança a quase totalidade dos partidos e todas as regiões.

O chamado filhotismo é prática política antiga. Fundado nas reminiscências do coronelismo clássico, trata-se do esforço dos caciques, raposas e coronéis do nosso tempo em perpetuar seu poder político por meio dos seus filhos, netos, sobrinhos e apadrinhados de toda natureza. Por isso que Joaquim Lira já nasce velho na política.

Ele se valeu – sempre – do palatável discurso da mudança, artifício retórico multiuso, particularmente atrativo aos que não almejam mudar nada. Forçam a barra ao relacioná-lo diretamente à idade e à juventude das suas crias, sempre partindo da premissa de que juventude é sinônimo de renovação – uma premissa escandalosamente falaciosa, é bom que se diga, temperada por um marketing político que certamente conseguirá alçá-los nestas eleições ao topo dos candidatos mais votados, como foi o seu caso em Vitória de Santo Antão.

Diante deste contexto político eleitoral, o prefeito Elias Lira partirá para a segunda etapa do seu maquiavélico plano. Eleger alguém para o seu lugar em 2016, para assim, nas eleições de 2020 colocar Joaquim Lira como prefeito, já que por força da Lei não poderá fazê-lo na próxima eleição.

Para que este plano dê certo, os Liras escolherão alguém de extrema confiança que assegure facilitar a entrada de Joaquim em 2020. Só há dois nomes na atual Prefeitura de Vitória que detém a confiança extrema de Elias Lira: os Secretários Ozias Valentim e José Barbosa. Certamente, um destes dois será o escolhido por Elias Lira para ser o seu sucessor. Ambos, são ‘unha e carne’ do prefeito e se submetem a ajudar neste plano. Pelo que se percebe, Elias Lira não confiará a outro esta tarefa. O tempo dirá e os vivos verão.

LEIA MAIS E CONFIRA

Confira a composição da bancada de Pernambuco na Câmara Federal 

Confira a composição da Assembleia Legislativa de Pernambuco 

Em Vitória, Paulo Câmara obtém 80,31% dos votos válidos

 Grupos políticos em Vitória marcam importantes espaços nas Eleições de 2014

 

 

Em Vitória, oligarquia familiar manterá seus espaços na Alepe

Câncer da política, o familismo domina gerações na Assembleia Legislativa. Vitória é um nítido exemplo de muitos sobrenomes que atravessam décadas 

Por Lissandro Nascimento

Não há a menor dúvida de que Aglaílson Júnior (PSB), Joaquim Lira (PSD) e Henrique Queiroz (PR) estão eleitos e serão bem votados neste Domingo – 05 de outubro. Não obstante, eles são uma célula primordial do que se representa hoje a “oligarquia familiar” que reina há quase um século em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata.

Vitória é refém do atraso político germinado pelos Queiralvares, Queiroz e Lira. Fingem que são inimigos, mas são unidos pelos laços familiares e seus interesses corporativos. Não esqueçamos, caso aqui alguém defenda a família Elias Lira, que o atual prefeito de Vitória foi criado pelas mãos do finado Dr. Ivo Queiroz e lançado à vida pública nos idos de 1982. O que faz uma cidade tricentenária como Vitória de Santo Antão ainda se encontrar nas mãos desta gente? E o que é pior, há muitas personalidades ‘inteligentes’ e ricas nesta cidade que vivem apoiando este “câncer político”, e beijam diariamente os pés, sobretudo, do atual prefeito.

É de uma pobreza extrema o debate político em Vitória de Santo Antão, onde historicamente, metade do seu eleitorado vota durante as eleições estaduais, para perpetuar os nomes desta oligarquia familiar. É vergonhoso constatar, que Aglailson, Joaquim e Henrique estejam no mesmo palanque, e pasmem, precisam um do outro na mesma coligação proporcional para assegurar seus novos espaços na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Guardem para a posteridade: Elias Lira agora é 40!

Isso denota que o sistema partidário-eleitoral está na berlinda, carcomido por vícios e deformações nas relações entre os Poderes e entre os eleitos e eleitores. Sistema que se alimenta e se reproduz de acordos partidários sempre sob suspeitas e governos dependentes de bases de apoio artificiais, que sobrevivem da troca de interesses. Este cenário não traduz, porém, a democracia que herdamos pós ditadura militar. É da tradição política do País. As práticas são iguais entre as regiões. Mais enraizadas em “umas” que em “outras”. Pernambuco é um exemplo. A tradição política vem do “coronelismo” ao espólio familiar do poder, sendo o Legislativo o mais representativo das castas políticas, na história republicana brasileira, nos períodos democráticos e ditatoriais alternados.

Dentre as lideranças políticas vitorienses, quem superou nestas práticas, foi o prefeito Elias Lira. Para eleger o filho neste domingo, Elias dobrou e humilhou a atual Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão. Cooptou a ferro e a fogo, cabos eleitorais de todos os grupos políticos. Ameaçou, perseguiu, usou seus asseclas para desmoralizar quem não apoiasse seu filho para deputado estadual. Intimou, sob artifícios fora da Lei, funcionários públicos comissionados e calou a velha mídia. Elias Lira não pestanejou, em nenhum segundo, a sua disposição unilateral de eleger seu filho Joaquim Elias. O rico jovem candidato tem discursado nas ruelas em que nunca pisou, de modo açodado e primário, que o seu mandato trará verbas para o governo do seu pai, provando que não o fará se o gestor for outro.

Nos últimos 50 anos, podemos contextualizar que esta quarta administração do Prefeito Elias Lira se mostra a mais corrupta de todas. Uma gestão cercada pelo proselitismo, pelo clientelismo e sórdido paternalismo. Que usa obras milionárias de fachadas para ludibriar o eleitor despolitizado e toma para si, reforçando um governo plagista, quando adota como suas, as obras do Governo Lula e Dilma Rousseff (PT) e as do Governo do Estado. Elias Lira ministra lições para o próximo prefeito de como surrupiar os cofres públicos.

O que entristece é saber, que em médio prazo, não há esperanças para Vitória de Santo Antão se livrar dos interesses desta oligarquia familiar. Em épocas remotas tivemos a chance com o empresário Antonio de Lemos e o médico Edvaldo Bione, ambos se perderam no meio do caminho e acabaram se rendendo aos oligarcas. Recentemente, tivemos uma candidatura a prefeito pelo PT, com o empresário Jailton Albuquerque, que também se entregou aos interesses dos Liras. Jailton e parte do PT de Vitória apoiam a candidatura de Joaquim Lira. Em quem acreditar?

Lamentavelmente, política virou profissão neste Município. Só a nova geração e o povo trabalhador, bem como aqueles que acreditam que é necessário extirpar e renovar estas forças políticas, salvar-se-á Vitória de Santo Antão. Uma cidade promissora, que cresce com desenvolvimento econômico, porém esquecendo seu desenvolvimento social. Um Município que hoje detém resultados positivos em seu PIB por força da macro economia, pelo qual tem se mostrado que não depende destes que hoje se sentem donos da Prefeitura de Vitória.

Por isso tergiverso: Vitória para quem?

 

 

Prefeitos que não assinaram Termo de Compromisso Ambiental serão alvo de ações judiciais do MPPE

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) deu um ultimato, em uma coletiva à imprensa, nesta quinta-feira (2), aos prefeitos de 147 municípios de Pernambuco que não assinaram o Termo de Ajustamento Ambiental (TCA) sobre Gestão dos Resíduos Sólidos, que visa, entre outras ações, à substituição dos lixões por aterros sanitários licenciados. Se eles não procurarem o MPPE com urgência, serão alvo de medidas judiciais cíveis e criminais — ação penal por crimes ambientais, que é atribuição do procurador-geral de Justiça; ação civil para impor a obrigação de reparação dos danos ambientais, e ação civil de improbidade administrativa pela má gestão pública que pode resultar na inelegibilidade do gestor — pelo descumprimento das Políticas Nacional e Estadual de Resíduos Sólidos (Lei Federal 12.305/2010 e Estadual 14.236/2010).

Desde 2 de agosto deste ano que se esgotou o prazo de quatro anos dado pela Política Nacional para que os municípios brasileiros substituíssem os lixões. O MPPE vem há alguns anos dialogando com prefeituras, explicando as leis e negociando como elas podem resolver, por etapas, os problemas dos lixões e adoção da gestão dos resíduos sólidos, por meio do projetoLixo, Quem se Lixa?. Durante esse período, poucos municípios se interessaram em firmar o TCA.

Como houve uma pequena adesão em Pernambuco, após a data limite de 2 de agosto, o MPPE ainda deu uma tolerância aos municípios para não ingressar de imediato com ações civis e penais por descumprimento. Em uma reunião na Associação de Municipalista de Pernambuco (Amupe), em 28 de agosto, o procurador-geral, Aguinaldo Fenelon, e o coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, promotor de Justiça André Felipe Menezes, discutiram sobre o problema com prefeitos e secretários do Meio Ambiente e de outras áreas, conseguindo apenas mais três municípios se comprometendo a implantar a gestão de resíduos sólidos.

Após a espera de mais de um mês, ao todo, somente 37 dos 184 municípios pernambucanos firmaram o TAC, dilatando assim o prazo para mais de um ano para cumprirem com as determinações.“Já podíamos ter ingressado com as medidas judiciais cabíveis, mas resolvemos dialogar um pouco mais. Não aconteceu uma contrapartida da maioria dos prefeitos. Com isso, os que quiserem evitar problemas têm que procurar o MPPE com a máxima urgência. No início da próxima semana, as denúncias começarão a ser assinadas e formalizadas”, avisou o procurador-geral Aguinaldo Fenelon.

O promotor de Justiça André Felipe Menezes reforçou que o MPPE buscou adesões espontâneas das prefeituras, mas pouquíssimas corresponderam. “As minutas das ações judiciais estão redigidas e serão distribuídas para os promotores de Justiça dos municípios que não se comprometeram a cumprir com as determinações das Políticas de Resíduos Sólidos. Eles irão fazer as alterações que acreditarem necessárias pela realidade local”, pontuou Menezes. Segundo ele, a sociedade não admite mais gestões tão descompromissadas com o meio ambiente como o cenário pernambucano apresenta.

Os municípios que assinaram o TCA até 2 de outubro deste ano foram: Afrânio, Amaraji, Araripina, Barra de Guabiraba, Buenos Aires, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Camutanga, Carpina, Chã Grande, Condado, Cortês, Dormentes, Escada, Ferreiros, Ibimirim, Jatobá, João Alfredo, Lagoa do Carro, Lagoa Grande, Lagoa de Itaenga, Limoeiro, Orocó, Pesqueira, Petrolândia, Petrolina, Pombos, Primavera, Ribeirão, Salgadinho, São Caetano, São Lourenço da Mata, Tacaratu, Taquaritinga do Norte, Timbaúba, Trindade e Vitória de Santo Antão.

Com informações do MPPE.

Em Amaraji, professores acreditam ter salários descontados após protestos

(Reprodução: Amaraji Notícias).

Professores de Amaraji, na Zona da Mata do Estado, formaram uma comissão nessa quarta-feira (1º) para negociar com o Prefeito do Município reajustes do Plano de Cargos e Carreiras. A convocatória partiu da Secretaria de Educação, e os educadores acreditavam num diálogo com o gestor acerca do assunto, porém a situação não ocorreu conforme o esperado.

Segundo informações publicadas no site Amaraji Notícias, os educadores tomaram um verdadeiro “Chá de Cadeira”. Uma professora contou ao site que em relação ao mês passado houve um desconto na folha salarial, o que ela acredita ser uma represália pelo fato da categoria cumprir, em forma de protesto,  apenas meio expediente desde a última semana.

Saiba mais AQUI.

Armando: “Está na hora de Pernambuco devolver o muito que recebeu da Zona da Mata”

Uma das principais forças econômicas de Pernambuco no passado, a região da Zona da Mata vai voltar a ter uma posição de destaque no futuro governo Armando Monteiro (PTB). Em seu plano de governo, o candidato a governador elaborou uma série de propostas que buscam resgatar o protagonismo dos municípios situados nas matas Norte e Sul na economia de Pernambuco. E uma delas é manter e ampliar o programa social Chapéu de Palha, onde o petebista vai corrigir o benefício e conjuga-lo com o Bolsa Família, do governo Federal.

Na Mata Norte, Armando vai construir, em parceria com a União, o Arco Metropolitano, obra fundamental para o escoamento da produção da fábrica da Fiat, instalado no município de Goiana. O candidato do PTB também quer capacitar as empresas pernambucanas para servir de fornecedores do polo automotivo, gerando emprego e renda para essa localidade.

Na Mata Sul, uma das propostas de Armando é implantar um polo industrial em Palmares. A gestão do petebista também vai concluir as obras de Serro Azul, que já recebeu R$ 200 milhões em recursos do governo federal. E também entregar as casas e a infraestrutura urbana necessárias para as cidades atingidas pelas enchentes, em 2010 e 2011.

Para toda a Zona da Mata, o programa de governo de Armando prevê a qualificação profissional de 15 mil jovens. Ainda sob esse aspecto, o petebista vai integrar o ensino médio ao técnico e construir quatro novas escolas técnicas, com cursos que atendam a demanda do mercado de trabalho da localidade. E através do programa Nova Semente de Pernambuco, Armando vai levar 200 creches para municípios da região.

Na Saúde, Armando vai instalar em cada UPA Especialidade da Zona da Mata e uma Central de Diagnósticos para realização de exames. O petebista vai contratar 200 médicos para reforçar o Programa Saúde da Família (PSF), implantar uma central de atendimento do Câncer, uma unidade para cirurgias oncológicas e inaugurar o 3º turno para cirurgias eletivas nos hospitais.

O petebista também vai reforçar o efetivo policial, destacando mais 750 policiais militares e civis para cuidar da segurança da região. E, por fim, Armando Monteiro vai requalificar a malha rodoviária da região, a exemplo da rodovia PE-95, que liga Limoeiro a Caruaru, no Agreste pernambucano.

“A Zona da Mata foi abandonada. Por isso, se eu for eleito, ela vai voltar ao centro da agenda econômica de Pernambuco. Quando eu entrar no Palácio do Campo das Princesas, a Mata entrará junto. Está na hora de Pernambuco devolver o muito que a Zona da Mata já contribuiu com o Estado”, afirmou o candidato a governador.

com informações da Assessoria.

 

 

Lideranças fazem ato político no Recife em apoio a Armando e João Paulo

Na reta final da campanha, a coligação Pernambuco Vai Mais Longe promove um grande ato nesta sexta-feira (26), no Recife, com a participação de lideranças políticas de mais de 30 municípios. O reforço vai “ocupar” um dos principais corredores viários da capital, a Avenida Agamenon Magalhães, a partir das 15h, com panfletagem e adesivaço em prol das candidaturas de Armando Monteiro (PTB/governador), Paulo Rubem Santiago (PDT/vice) e João Paulo (PT/Senado).

O ato vai reunir prefeitos, ex-prefeitos, presidentes de Câmaras Municipais e vereadores de diversos municípios, sobretudo da Mata Sul do Estado. Ao lado desses líderes políticos, a militância vai ganhar às ruas na busca de convencer os eleitores da importância de se votar em Armando e João Paulo nesta eleição. A expectativa é reunir mais de 2 mil pessoas.

A ação vai ocorrer nos três pontos de maior fluxo de veículos e pedestres na Avenida Agamenon Magalhães: no cruzamento da via com a Avenida Conde da Boa Vista, na Praça do Derby; no cruzamento com a Rua Dom Bosco, ao lado do Hospital da Restauração; e próximo à lanchonete McDonalds.

Confirmaram presença os prefeitos Armando Souto (PDT), de Água Preta; Hélio Farias (PTB), de Rio Formoso; Yeda Oliveira (PDT), de Gameleira; e Nado Coutinho (PTB), de Nazaré da Mata. A esse grupo, se juntarão os ex-prefeitos de Sirinhaém, Fernando Urquiza (PTB), Geovani de Oliveira (PSB), de Itaquitinga; e Adaílton Antônio (PSB), de Amaraji. Os presidentes das Câmaras Municipais da Vitória de Santo Antão, Edmo Neves (PMN), e de Palmares, Luciano Júnior (PCdoB) também vão se incorporar à comitiva.

com informações da Assessoria.

 

Em Amaraji, caminhão com madeira colide em trator e três pessoas morrem

(Fotos: Reprodução / Amaraji Notícias).

Um acidente deixou três pessoas mortas na noite dessa terça-feira (23), em Amaraji, Zona da Mata do Estado.  Um caminhão carregado com madeira perdeu o controle e atingiu um trator que seguia no sentido contrário da PE-71. Hailton Rodrigues Venança, 26 anos, motorista do caminhão, chegou a ser socorrido, mas morreu em seguida. Seu ajudante, que não teve o nome informado, veio a óbito no local. Já Ricardo Gomes da Silva, 33 anos, era quem conduzia o trator. Ele morreu antes da chegada do socorro.

Segundo informações do site Amaraji Notícias, por volta das 19h20 o veículo  perdeu o controle e desceu a ‘Ladeira do Animoso’ em alta velocidade. O trator, que presta serviços à Usina União Industria, saia de um canavial quando recebeu o impacto. Com a força da colisão, a carga ficou espalhada no canteiro da pista, e o trator foi praticamente partido ao meio. Os corpos foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. As causas do acidente serão investigadas.

Página 1 de 161234510...Última »