• FAMAM
  • Ceclin
mar 22, 2019 0 Comentário


A Lava Jato se tornou um câncer

Temer, Aécio, Alkmin e Moro

Por Daniel Max 

Há um ditado que diz que toda unanimidade é burra. Acredito que esse seja o caso da outrora operação de combate a corrupção, quando era aplaudida por todos os setores da sociedade. O que temos assistido é um espetáculo de horrores cometidos pelos integrantes dessa facção político/criminosa. Política porque gerencia seletivamente quem vai ser preso e busca sempre mais espaço no cenário político do País, tentando intimidar todos os poderes; criminosa porque o faz sem respeitar a Constituição e quem não respeita a Lei não pode ser caracterizado com outro adjetivo.

O espetáculo da prisão de Temer (assim como outras prisões) nada mais é do que a tentativa de intimidar toda a sociedade e uma vingança por não ter colocado as mãos em R$ 2,5 BILHÕES através de um Instituto Safado que tinha o mesmo nome da operação. O dinheiro recuperado nos EUA deveria voltar para a Petrobrás e não ir parar no bolso do procurador que tem nome de purgante, como queria os seus membros.

Para aqueles que estão vibrando com a prisão do ex-presidente, lembre que o direito a defesa e a presunção de inocência estão assegurados no que restou da nossa constituição e que por mais culpa que ele tenha seus direitos não podem ser desconsiderados.

Quando um grupo tem tanto poder desequilibra as relações sociais e põe em risco a democracia. A Lava Jato lembra “Tropa de Elite 2” onde vemos os braços de milícia dentro da PF, o Político Safado que apoia a milícia no Ministério da Justiça e o Juiz Safado que dá cobertura as ações dos meliantes.

Muitos irão criticar, mas como disse unanimidade pode soar como burrice. O Temer tem de pagar por tudo que tenha feito, mas o custo disso não pode ser a democracia ficar refém de uma quadrilha, que só tem aumentado sua influência política e tirado proveito do caos que tem criado. Essa investida visa colocar até o STF acuado, pois eles têm muitos recursos, de escutas até informações que deveriam ser sigilosas nas instituições de controle financeiro e fiscal do País, que rapidamente podem virar material de chantagem, para que o Superior não cumpra seu papel de guardião da Constituição.

A Lava Jato, assim como os que eles prendem, não está acima da Lei, tampouco pode seguir desrespeitando as instituições e preceitos democráticos que ainda restam, corroendo como um câncer toda célula sadia que toca e para nos livrarmos dele precisamos de doses contínuas de consciência, tal qual uma quimioterapia que tem efeitos colaterais, mas pode salvar o organismo (Estado Democrático de Direito).

Daniel Max 2019

 

por Daniel Max,

é Sociólogo e Colunista do Blog